Áreas de Especialização:
Humanismo e Renascimento em Portugal.
Tradição Clássica e Cultura Europeia.

Serviço docente (2015/2016)
Cultura e Sociedade
Tópicos de Cultura Clássica (Renascentista)
Introdução ao Estudo da Cultura
Tradição Clássica e Cultura Europeia

Formação académica:
L. Filologia Latina y Griega | U. Santiago Compostela (1994)
M. Literatura Latina | U. Santiago Compostela (1996)
D. Literatura Latina | U. Santiago Compostela (2001)
A. Literatura Latina Renascentista | U. Lisboa (2012)

 

Contactos:
E-mail:anatarrio@campus.ul.pt


Morada institucional:
Departamento de Estudos Clássicos
Faculdade de Letras | Universidade de Lisboa
Alameda da Universidade
1600-214 Lisboa

Percurso Profissional:
Assistente Convidado | U. Lisboa (1998)
Professora Auxiliar | U. Lisboa (2001)
Professora Associada | U. Lisboa (2007)

Funções Académicas
Directora da «Cátedra de Estudos Galegos» (2007-)

 

Principais publicações (selecção):
‘Lucrécio e Aires Barbosa’, Aires Barbosa na Cosmópolis Renascentista, Coimbra, 2014, 133-154.
‘As pegas de Álvaro de Brito Pestana e a «Sala das pegas» do Palácio Nacional de Sintra. Retórica palaciana e alegoria bíblica no Cancioneiro Geral de Garcia de Resende’, Românica 21, 2012, 105-124.
‘Duarte de Resende, trovador y traductor de Cicerón’, Convivio. Cancioneros peninsulares, Granada, 2010, 197-213.
‘Memória e intencionalidade na transmissão humanística de material epigráfico. A propósito de uma inscrição da Gallaecia na Geographia do Dr. João de Barros  (CIL II 2422)’, Sylloge Epigraphica Barcinonensis 8, 2010, 179-200.
Paisagem e erudição no humanismo português, Lisboa, 2009.
‘Fernando Oliveira, Columela e a crise da agricultura no século XVI’, Fernando Oliveira. Um humanista Genial, Aveiro, 2009, 329-348.
 ‘La sombra protectora del Cardenal Mazarino. Sobre la Fortuna manuscrita de la traducción de Columela de Fernando Oliveira’, Magnum Miraculum est homo. José Vitorino de Pina Martins e o Humanismo, Lisboa, 2008, 83-93.
‘Construcción naval y 'materia rústica'. La traducción de Columela de Fernando Oliveira (BnF, Fond Portugais, nº 12, fols. 147-272)’, Cuadernos de Estudios Borjanos 50-51, 2007-2008, 171-195.
‘O Commentum de Martinho de Figueiredo (1529)  e as lições plinianas de Poliziano (Naturalis Historia, Bodleian Library Auct.Q.1.2)’, Os clássicos no tempo: Plínio o Velho e o Humanismo Português, Lisboa, 2007, 95-110.
‘Pedro Nunes e os humanistas do seu tempo’, Oceanos 49, Janeiro-Março de 2002, 96-108.